Aras convida ex-coordenadora da Lava Jato em SP para sua equipe, diz coluna

0
247 views

O subprocurador Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para suceder Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República, convidou a procuradora Thaméa Danelon para integrar sua equipe, de acordo com aliados.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o movimento deixa claro que o escolhido do presidente tenta diminuir a resistência interna.

Danelon chegou a coordenar a Operação Lava Jato em SP. Ela aparece em conversas reveladas pelo The Intercept Brasil como aliada de Deltan Dallagnol e, recentemente, defendeu que o próximo procurador-geral fosse escolhido dentro da lista tríplice que Bolsonaro ignorou.

De acordo com a publicação, o convite de Aras a Eitel Santiago para a secretaria-geral do Ministério Público intrigou membros da carreira. A escolha foi vista como “sintoma de aparelhamento”. Eitel é procurador aposentado e foi candidato a deputado ano passado pelo PP.

Há quem defenda Eitel, dizendo que ele fez bom mandato no Conselho Superior do MPF e como corregedor. Mesmo esses reconhecem que os problemas administrativos são muitos e, por isso, também preveem dificuldades para ele no novo posto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui