Cabo Amintas cumpre promessa e revela quem disse “não” à CPI da Máfia dos Shows

0
235 views

Na manhã desta quarta-feira, 18, o vereador Cabo Amintas (PTB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para falar sobre a divulgação da lista dos vereadores mais faltosos nas sessões do plenário e mostrou, também, as fotografias dos vereadores favoráveis e contrários à CPI da “Máfia dos Shows”.

Amintas iniciou seu discurso falando sobre os parlamentares faltosos. “Na lista de faltas constam 7 faltas minhas, mas nessa lista uma das faltas foi um dia que não teve sessão, ou seja, faltei a um ato que não existiu. Isso foi um erro da matéria, e a informação partiu dessa Casa”, afirmou.

Mudando de assunto, continuou sua fala tratando da CPI da “Máfia dos Shows”. “Quem vai julgar cada parlamentar é o povo no próximo ano. Então vou mostrar e agradecer aos vereadores que disseram SIM para as investigações: Elber Batalha (PSB), Emília Correia (Patriota), Cabo Didi (sem partido), Cabo Amintas (PTB) e Lucas Aribé (PSB)”, agradeceu o parlamentar.

E continuou a listar os vereadores, dessa vez mostrando os que disseram NÃO para a CPI. “População de Aracaju, esse é o meu trabalho, vocês têm que saber quem disse NÃO às investigações: Américo de Deus (Rede), Anderson de Tuca (PRTB), Bigode do Santa Maria (MDB), Camilo (PT), Dr. Gonzaga (MDB), Dr. Manuel Marcos (PSDB), Fábio Meireles (Cidadania), Isac (PCdoB), Jason Neto (PDT), Juvêncio Oliveira (DEM), Nitinho (PSD), Pastor Alves (PRB), Palhaço Soneca (sem partido), Seu Marcos (PHS), Thiaguinho Batalha (PMB), Vinícius Porto (DEM), Zezinho do Bugio (PTB) e Zé Valter (PSD). Não estou aqui para julgar os senhores, quem vai julgar são os eleitores, mas eu não poderia deixar de mostrar. Prometi mostrar e é um direito dos senhores não assinar, não posso obrigar ninguém. Cada um sabe o caminho que segue na política, meu caminho já escolhi. Quem vai julgá-los não sou eu, até porque não voto em nenhum dos senhores, que fique bem claro, ninguém aqui terá meu voto”, esclareceu Amintas.

Para concluir, o vereador declarou que não se acovarda diante dos obstáculos. “A população tinha que saber quem disse NÃO. Não sou covarde de mostrar apenas que disse sim, os senhores me conhecem e sabem que vou e mostro a cara. Mais denúncias irão aparecer, inclusive, envolvendo dinheiro público e parlamentar dessa Casa”, comentou.

Fonte: Assessoria de imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui