Ministro do Meio Ambiente pede que Ibama intime a shell sobre manchas em Sergipe

0
235 views

Por Daniel Villas-Bôas, com informações do G1

Após tomar ciência que análises feitas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) verificaram que o material encontrado no interior dos barris com inscrição de um lubrificante fabricado pela Shell é o mesmo das manchas de óleo que atingiram praias nordestinas nas últimas semanas, o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, disse neste sábado, 12 de outubro, em entrevista  à GloboNews que solicitou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) que intime a empresa prestar informações.

Os barris foram encontrados na Praia Formosa, em Aracaju (SE)  e pelo duas análises chegaram ao mesmo resultado.

Em nota, a Shell afirmou que o conteúdo original dos tambores localizados na praia da Formosa, no Sergipe, não tem relação com o óleo cru encontrado em diferentes praias da costa brasileira. Segundo a empresa, são tambores de lubrificante para embarcações produzido fora do país.

Salles disse ter feito a solicitação ao Ibama na última sexta-feira (11) e acrescentou que a Shell deve ser notificada na próxima segunda-feira (14). De acordo com o ministro, a empresa terá 24 horas para prestar esclarecimentos depois de notificada.

Segundo Salles, o objetivo da intimação é obter mais informações na tentativa de descobrir qual navio teria sido o responsável pelo despejo do material no mar. Conforme o ministro, não está descartada a hipótese de o óleo ter origem em um navio irregular, o que dificultaria a identificação dos responsáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui